Urano

Fotografia: NASA JPL / Calvin J. Hamilton

Fotografia: NASA JPL / Calvin J. Hamilton

Factos e Números

Descoberto por: William Herschel
Data da descoberta: 1781
Distância ao Sol: 2 735 560 000 km (periélio) – 3 006 390 000 km (afélio)
Comparação com a Terra: 147 100 000 km (periélio) – 152 100 000 km (afélio)
Diâmetro: 51 118 km
Comparação com a Terra: 12 756,28 km
Circunferência equatorial: 160 592 km
Comparação com a Terra: 40 075 km
Volume: 68 330 000 000 000 km3
Comparação com a Terra: 1 083 200 000 000 km3
Massa: 86 849 000 000 000 000 000 000 000 kg
Comparação com a Terra: 5 973 700 000 000 000 000 000 000 kg
Densidade: 1,30 g/cm3
Comparação com a Terra: 5,515 g/cm3
Área da superfície: 8 115 600 000 km2
Comparação com a Terra: 510 065 700 km2
Velocidade Orbital: 24 607 km/h
Comparação com a Terra: 107 229 km/h
Duração do dia: -0,7196 dias terrestres (-17,24 horas, retrógrado)
Duração do ano: 84,02 anos terrestres (30 687,2 dias)
Circunferência orbital: 17 620 000 000 km
Comparação com a Terra: 924 375 700 km
Temperatura à superfície: -216ºC
Comparação com a Terra: -88ºC / 58ºC
Gravidade à superfície: 8,43 m/s2
Comparação com a Terra: 45 kg na Terra = 39 kg em Urano
Luas: 27
Comparação com a Terra: 1

Urano foi o primeiro planeta a ser descoberto através de um telescópio. A proeza coube a um astrónomo amador, William Herschel, em 1781.

Este gigante gasoso não apresenta grandes atracções na sua superfície, no entanto demonstrou ser um mundo mais complexo do que se imaginava. Urano possui algumas das nuvens mais brilhantes de todo o Sistema Solar, e em seu redor circulam 11 anéis e dezenas de luas.

Outra das particularidades é o facto de estar “deitado”, tem uma inclinação muito elevada (97,86º) e por isso também os seus anéis estão na perpendicular, ao contrário dos restantes planetas gasosos. Esta inclinação leva também a que o planeta tenha estações do ano um tanto estranhas: cada um dos pólos tem 21 anos de luz contínua no Verão e 21 anos de escuridão total no Inverno. No entanto, e pela distância a que se encontra do Sol, a diferença na temperatura entre o Verão e o Inverno, é mínima.

Observar Urano

Urano

Fotografia: Sebastian Voltmer

Pela distância a que se encontra de nós, Urano não é propriamente fácil de observar. Ao contrário dos planetas até Saturno, que podes localizar à vista desarmada, Urano só a visível desta forma numa noite bem escura (lua nova) e num espaço afastado da poluição luminosa das grandes cidades. Com uns bons binóculos a localização torna-se mais fácil, e Urano apresenta-se então como uma estrela pouco brilhante. Um pequeno telescópio já te poderá mostrar a cor azul esverdeada do planeta. Um telescópio grande mostrará o globo com maior nitidez, como no caso da imagem à esquerda, no entanto, nenhum pormenor à superfície será visível, muito menos os anéis.

Existem algumas luas de Urano que podem ser observadas através de um telescópio amador médio/grande, são elas Ariel, Umbriel, Titânia e Oberon, todas com brilho inferior ao de Plutão. Com as condições ideias, telescópios grandes e alguma sorte/paciência, é possível observares também Miranda.